Alquimia e Religiões

            O princípio do autoconhecimento contido na tradição alquímica revela a necessidade de transcendência e autosuperação do homem pelo próprio homem. Isso é claramente visto dentro das religiões. Ou seja, a Alquimia está profundamente  inserida no judaísmo, cristianismo, islamismo, budismo, taoísmo etc.
            Tomemos alguns exemplos da simbologia alquimista nos ensinamentos religiosos:
            - O primeiro milagre bíblico de Jesus, transformando água em vinho da melhor qualidade, nas Bodas de Canaã(o casamento alquímico);
            - Deus flutuando sobre as Águas da Vida e formando o mundo em seis dias e descansando no sétimo ( os passos, ou fases, da obtenção da Pedra Filosofal);
            - O profeta Zacarias tem a visão de um candelabro de ouro com sete lamparinas acesas pelo azeite que passa pelo interior desse candelabro(processo de transmutação);
            - Os três Reis-Magos, guiados pela Estrela, visitam o menino Jesus na manjedoura do estábulo (trabalhos para a obtenção do Menino de Ouro da Alquimia);
            - O profeta Moisés (que significa Salvo das Águas) bate com seu Cajado numa Pedra e daí brota água em abundância;
            - Davi mata um gigante com uma Pedra;
            - Elias traz fogo dos céus e incendeia a carcaça de um bovino;
            - Jesus afirma que Pedro é a Pedra fundamental da Igreja que, para os outros(o mundo não iniciado), é rocha de escândalo;
            - Todo bom muçulmano tem de visitar Meca e em sua peregrinação deve dar sete voltas em redor da Pedra Negra (Caaba); etc.

segunda-feira, 26 de novembro de 2012

0 Comments:

 
Wordpress Themes is proudly powered by WordPress and themed by Mukkamu
Templates Novo Blogger